Mostrando postagens com marcador Dicionário da Moda. Mostrar todas as postagens

✂Artesanatos com fuxico✂


yo yos mccall pattern 5851?Coisinhas a Mais Etc e Tal: Fuxicos...
O fuxico é o nome dado a um tipo de artesanato feito com tecido, agulha, linha e muita, muita paciência.
Sua origem é incerta. Não se tem registro de onde e nem de quando esta idéia de reaproveitar retalhos de tecido começou. Sabe se apenas que hoje em dia ele é feito em várias partes do mundo.
Aqui no Brasil recebeu este nome porque era feito por grupos de mulheres que se reuniam nas horas vagas para confeccionar com as sobras de tecido, toalhas, tapetes, colchas e o que mais a imaginação criasse. Enquanto trabalhavam, também falavam, por isso o nome “fuxico” (fofoca). Mas não fofocavam, como se quer fazer acreditar, e sim discutiam sobre seus problemas do dia-a-dia além de incrementar a renda doméstica vendendo para amigas os trabalhos por elas produzidos. Além do uso na decoração, ele também passou a ser utilizado na confecção de roupas. Sinal de que, mesmo que a industria têxtil produza tecidos altamente tecnológicos, o artesanato não sai de moda.
fuxico é feito principalmente nas cidades pequenas pois, por ser totalmente artesanal, requer tempo e isto hoje em dia está cada vez mais escasso nas grandes cidades. É no interior do país que se mantém a tradição.
Mas, seja no interior, ou na cidade grande,uma coisa é certa, nenhum país produz tanto fuxico como o Brasil. Talvez pelo fato do brasileiro ser tão habilidoso para o artesanato, criativo para transformar a matéria ou ter sempre que dar um jeitinho para superar o desemprego.fuxicoArtesanatos com FuxicoVestido Musa Bamba O fuxico é o nome dado a um tipo de artesanato feito com tecido, agulha, linha e muita, muita paciência. Sua origem é incerta. Não se tem registro de onde e nem de quando esta id…Vestido de Noiva artesanal de fuxico CuritibaCoisinhas a Mais Etc e Tal: Fuxicos...Fuxico
Artesanatos com Fuxico
 Fonte: Pinterest

Corte de tecido em viés: Saiba mais

corte de tecido-on-the-bias
Corte de tecido em viés é fácil, e muito eficaz! Tudo isto significa é que, ao invés de cortar o seu padrão em um tecido na direção vertical ou horizontal usual que você usaria normalmente, você cortar em 45 graus para a trama do tecido - ter um olhar para a foto. A linha central do padrão é colocado na diagonal da tela, em vez de em paralelo com a borda ou a borda do corte.
Este corte diagonal (corte de tecido em viés) tem um resultado surpreendente. Ele usa o ligeiro estiramento natural que até mesmo um tecido normal "não-elástico" tem. Cada pedaço de tecido tem duas polarizações, aos 90 graus em relação um ao outro (mostrado aqui). Ambos trabalham praticamente o mesmo.
"Viés de corte" é uma técnica utilizada por designers para acentuar as linhas do corpo e curvas e armar suavemente. Por exemplo, um corte de saia rodada em viés irá travar de forma mais elegante e uma peça de roupa estreito, como este belo vestido de 1930, vai agarrar-se a figura. Muitos dos designs elegantes dos anos 30 e 40 usar a técnica de polarização de corte.
Na indústria da moda, uma peça de vestuário que é cortado em viés é produzido a partir de tecido que foi cortado contra o grão. Um verdadeiro corte viés é muito difícil de fazer e trabalhar  e muitas pessoas não tentam fazê-lo pois acham difícil, mas não tão difícil como parece. Uma peça de vestuário, basta cortar a roupa na diagonal,  cortar desta maneira tem uma aparência distinta e sentir, e isso tende a fluir mais, sentir-se mais elástica , e se agarram ao corpo. Este tipo de corte é muitas vezes usado em roupas femininas, como saias e lingerie , e está associada com roupas Glamour ou sensuais.
Quando tecido é cortado normalmente, o padrão é colocado para fora ao longo do grão da tecelagem . As linhas de tecelagem correr em linha reta para cima e para baixo, proporcionando elasticidade mínimo e muito mesmo vestuário. Para cortar em viés, o tecido é rodado e o corte é feito num ângulo de 45 ° em relação à urdidura e trama da tecelagem. Tecnicamente, existem dois cortes diagonais, uma inclinada para a direita, e outro à esquerda. Desde a tecelagem raramente é perfeitamente quadrada, uma costureira deve ter cuidado sobre como ela faz cortes diagonais, como cada corte irá se comportar de forma diferente.
Uma vez que o tecido é cortado ao longo da diagonal, é muito mais elástico. Com tecidos escorregadios leves como seda , a roupa vai flutuar e fluir, ao invés de pendurar rigidamente. Materiais mais pesados vão ter mais elasticidade do que aqueles que são convencionalmente cortado, e a roupa vai ter mais de um olhar de fluxo bem. Além disso, o tecido cortado em viés podem ser usadas para criar padrões distintos, tais como listras encontro em forma de "V".
Uma vez que o tecido é de modo elástico quando cortado desta maneira, é difícil de trabalhar com ele. Ele não pode ser puxado como ele é executado através de uma costura de máquina, ou ele vai cacho e moita. Muitas vezes, uma costureira vai fixar uma peça de roupa e pendurá-lo durante a noite para permitir que o tecido para relaxar antes de costura-lo. Uma técnica de explosão de costura às vezes também é usado para manter o tecido relaxado enquanto a roupa é costurada. Se costurou corretamente, um viés cortar peça será cheio de curvas, flutuante, e elástico.
Para as pessoas que estão começando a aprender a cortar em viés, vestimentas simples são altamente recomendados. Tecidos como algodão , linho , lã,  challis e casimira são boas escolhas para iniciantes, porque o tecido é maleável e as camadas vão agarrar o outro enquanto costura. Uma vez que um escoadouro domina corte e costura em viés com estes materiais, o material mais escorregadio e exóticos pode ser usado. Tecidos pesados, como pato e tweed, muitas vezes, não ter um bom desempenho quando cortado desta maneira, porque eles são muito duros ter muita flexibilidade.

Pequeno dicionário de Corte e Costura





BARRA ITALIANA: acabamento de dobra larga, fixa e aparente que confere um visual mais requintado tanto a calças masculinas quanto femininas (é a barra mais bonita, contrário da bainha - rs).
COULISSÊ: palavra de origem francesa que designa o acabamento tubular por onde passam cordões, fitas ou tiras de tecido que ajustam e dão aspecto franzido a barras, punhos, cintura e capuz de diversas peças de roupa.

DRAPEADO: efeito de dobra ou franzido que produz ondulações harmoniosas em peças de roupas ou decorativas (hello tendência de inverno 2010!).
ENVIESADO: corte realizado diagonalmente em relação aos fios dos tecidos.

FESTONÊ: de origem francesa, festonné é um tipo de acabamento bordado em roupas ou peças de tecido (algumas peças de coleções do próximo verão terão esse acabamento. Fiquem ligados!).
GODÊ: corte em tecido enviesado que proporciona amplitude e caimento ondulado, muito utilizado em saias e vestidos. Como as famosas "saias rodadas" (alô anos 50, tendência!!).
MATELASSÊ: refere-se ao aspecto acolchoado obtido a partir da costura aparente de uma camada de enchimento entre duas peças de tecido ou couro. Muito utilizado em bolsas e botas (sabem aqueles losangos "fofinhos"? Então!).
NERVURA: prega ou dobradura em relevo que resulta em listra ou desenho sobre o tecido.

PESPONTO: Costura exposta, feita à máquina, com o objetivo de unir os recortes de uma peça ou simplesmente enfeitar.

VIÉS: fitas de tecido simples ou decorativas, com fios enviesados, utilizadas para dar acabamento em golas, punhos, barras e etc.